terça-feira, 14 de junho de 2016

Ser O Outro

Nunca pensei ver-me nesta situação. 
Sou o Outro. Sempre critiquei isso relações abertas, e agora de repente vejo-me numa. Nunca digas nunca, já dizia o outro! 



Sou o outro. O outro que serve para estar, quando o oficial não está por casa. Quando está ficamos para segundo plano. Bem esperamos mas no fim-de-semana mas não deu para aparecer. E não me venhas com esses miados de desculpa. Quando se quer arranja-se sempre um tempinho. Nem uma SMS sequer! Nada!




Bem sei que também estou livre para ir dar festinhas noutros animais que me apeteça. E não há ciúmes nem sentimentos de posse. E ninguém se chateia assim. Temos o melhor do animal de estimação, sem as partes chatas das preocupações e gastos com veterinários!




Mas não sei. Acho que isto não me convence. Eu sou um gaijo de rotinas, gosto pouco de imprevistos e gosto de saber com o que conto. Acho que temos de falar. Conversar sobre a nossa relação e o que queremos para o futuro. É que isto assim não sei se vai resultar!


4 comentários:

  1. Mas que dois :) não contavas pois não... é para aprenderes kkkkkkk... Nunca se diz nunca... é bem verdade e está à vista...
    Esse gato é lindo demais e parece que gosta muita da tua companhia nem que seja quando o dono não está... mas olha... repara como ele retribui o teu gesto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas olhas que eu não digo nunca ;)
      Ele já conhece as minhas rotinas. Hoje cheguei, e passado um bocado já ouvia miar no monte! Mas isto é quase surreal o que está a acontecer. E místico também.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Sim... mas também já voou para outras paragens!

      Eliminar